Alimentação e receitas

Granola de millet

Andava a querer experimentar millet, pois tinha visto umas receitas em que dizia que era um bom substituto para os cuscuz. Há uns tempos, encontrei na miosotis, a granel, e decidi trazer uma dose semi industrial (porque aqui na zona, nunca vi sem embalagem) convencidíssima que ia amar. LOL. A expectativa era alta e, na primeira tentativa, foi um fiasco. Fiquei com rancor e nunca mais quis fazê-lo “simples”. Fui gastando no puré da sopa. Fiz uns purés com espinafres… e foi indo… Mas ainda tenho algum.

No outro dia, vi alguém no instagram a comer granola de trigo sarraceno e lembrei-me que há muito que não fazia, e adoro aquele crunchy. De repente, fez-se luz neste cérebro, e lembrei-me que talvez também resultasse com millet (os grãos têm uma aparencia semelhante). Perguntei ao google, e apareceu-me logo uma receita do blog nem acredito que é saudável (que adoro as receitas). E pensei, uau, é possível. Fiz manteiga de amendoim e para rentabilizar a sujidade da bimby, lol, fiz também granola.

Como não tinha açúcar, nem mel, tive de pensar noutra solução. Inspirada na pasta de tâmara, demolhei figos para fazer uma pasta de figos!

Ingredientes:

250g millet (acho que se deve demolhar, mas não demolhei)

10 figos demolhados

1 colher sopa de manteiga vegetal (usei amendoim)

3 colheres de sopa de azeite

30g de frutos secos picados (usei avelã)

1 colher de chá bem cheia de canela ou cacau ou alfarroba

Como fazer:

Comecei por juntar os figos, a manteiga vegetal e o azeite. Triturei tudo até fazer uma pasta cremosa. Em seguida, adicionei os restantes ingredientes e envolvi bem. Depois é levar ao forno a 180/190º e ir vendo. A granola deve estar “seca”, mas é preciso ter atenção para não queimar. No meu forno é mais ou menos 35/40 min.

Para fazer sem bimby, mas usar um processador para fazer a pasta e depois misturar tudo numa taça 🙂.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *