Alimentação e receitas,  Cosmética

Cera caseira para depilação: zero waste e vegan

cera caseira

Desde nova que compro cera, para fazer depilação em casa, principalmente por comodidade (não é preciso marcar, fazemos à hora que queremos), mas também porque fica mais barato. Desde que evito produzir lixo e consumir produtos industrializados, ainda não tinha acabado o stock de bandas de cera (não tinha muitas, mas entretanto fiz depilação “definitiva”) por isso, só há pouco tempo, fui obrigada a pôr mãos à obra.

Partilhei a cera que fiz, no instagram, e muitas pessoas me enviaram mensagem a perguntar pela receita e se resultava. Decidi que, apenas ía passar a receita, quando a tivesse usado, algumas vezes, para conseguir dar uma opinião fundamentada. Até agora, estou apaixonada! Funciona mesmo! Produz pouco ou nenhum lixo, é natural (na verdade, até dá para comer), sai apenas com água morna… OMG! Como é que passei, tantos anos, sem conhecer esta receita mega simples!

Vamos só a uma breve história desta aventura e já passamos à receita. Desde que li o livro Desperdício Zero da Bea Johnson que queria experimentar a receita de cera caseira dela, com ingredientes simples, mas como ela aconselha o uso de termómetro de cozinha e eu não tenho nenhum, esta receita ficou anos na gaveta. Pedi, algumas vezes, no facebook um termómetro emprestado (não ia comprar só para isto) e nada… Até que, há uns tempos, me lembrei que tenho uma familiar pasteleira – ela, certamente, teria um! E assim foi, com termómetro emprestado, lá experimentei a receita… Duas vezes! Nunca correu bem, não sei bem porquê, talvez porque não saiba usar o termómetro, não sei! Fiquei muito frustrada, mas não desisti.

Fiz umas pesquisas, em busca de uma cera vegan e zero waste, que preenchesse os meus requisitos. Vi várias receitas e decidi fazer ESTA muito simples (é a receita tradicional de cera árabe). Resulta mesmo e achei menos dolorosa que a convencional (mas pode ser impressão minha!).

CERA CASEIRA ZERO WASTE/VEGAN – RECEITA:

Ingredientes:

  • 1 cháv. açucar
  • 1 c.sopa de água
  • 2 c.sopa de sumo de limão
  • 1/4 c.sobremesa de sal

Como fazer:

  1. Escolher um recipiente que tolere calor para colocar a cera, depois de ir ao lume. Colocar esse recipiente dentro de uma taça com água fria e gelo;
  2. Levar ao lume (numa caçarola ou frigideira) todos os ingredientes, em lume brando e ir mexendo bem até começar a caramelizar (passar de branco para amarelado). Há medida que vai caramelizando, a mistura tende a “subir”, por isso não uses uma frigideira muito pequena.
  3. Deitar a mistura no recipiente que tinhas preparado e deixar arrefecer até que consigas mexer nela, com as mãos.
  4. Retirar a cera do recipiente e amassar até que passe de transparente para opaca (este processo é muito giro). Assim que ficar com um tom dourado opaco, podes usar. Basta aquecer com as mãos e espalhar. Podes ver o video onde aprendi a fazer aqui, pois explica muito bem.

Como reutilizar:

Mesmo que uses a cera toda, de uma vez, podes guardar para usar novamente até que já tenha muitos pelos e deva ser “descartada”. Basta aquecer, um pouco, no microondas ou em banho maria (cuidado para não queimar) e usar da mesma forma ou com espátula (quando já tem pelos, prefiro usar com espátula – no meu caso é um pau de gelado reaproveitado). 

Cuidados: experimentar apenas um pouco numa parte do corpo para perceber como a nossa pele reage; ter MUITO CUIDADO com a temperatura da cera para não nos queimarmos; lavar bem depois da depilação, especialmente se formos apanhar sol pois limão com sol mancha/queima a pele;  ter cuidado, se não formos muito jeitosas(os), para não arrancarmos uma sobrancelha inteira, por engano (that’s me!lolol).

Resultados: em pêlo comprido é impecável, em pelo mais curto temos de ter mais atenção (como a maioria das ceras) e eventualmente complementar com pinça. Atenção que se não tens talento para fazer a depilação a ti própria/o (EU, lol) ou não tens muita prática, claro que os resultados não serão tão bons, como os que obténs quando recorres a um profissional. Isso acontece quer uses cera caseira, quer uses cera de compra, não há milagres ahah. A prática ajuda a melhorar e também podes ver no youtube algumas dicas para fazer depilação em casa.

Fazer cera caseira – Vantagens:

  • Evitamos embalagens;
  • Não é testada em animais (só nos pandas de minha casa ahah);
  • Sem ingredientes tóxicos para nós e para o planeta;
  • Com ingredientes comuns, que quase todos temos em casa;
  • Rápida e simples de fazer (depois de fazer a 1ª vez, é só aquecer);
  • Dissolve-se em água morna!!!;

No dia que mostrei a minha cera no instagram, aproveitei para pesquisar a composição de uma das ceras (ditas naturais) da marca mais conhecida de ceras, em Portugal. O que encontrei foi uma série de ingredientes industriais, que prefiro não usar na minha pele e ainda, alguns que nem fazia ideia o que eram e tive de ficar a pesquisar no google, para os descodificar.

Tenho uma regra que me ajuda bastante, na hora de decidir se consumo, ou não, produtos. Serve tanto para produtos alimentares, como para cosmética: mais de 3 ingredientes que não faço ideia o que são, com nomes muito elaborados, excluo logo. Se tiver menos de 3, ponho a hipótese de ir pesquisar o que são, para decidir. Assim poupo tempo em pesquisas. lol. Esta regra é, essencialmente, para não me perder em pesquisas, porque às vezes (poucas) são só óleos essenciais, que já encontrei escritos de inúmeras formas diferentes…

Dica extra sobre depilação Zero Waste:

Se, por algum motivo, não quiseres fazer a tua cera, mas quiseres fazer depilação em casa, recordei-me de uma hipótese com menos embalagem (que comprava há uns anos) – comprar a granel (em alguns sítios era possível, não sei se ainda é) ou comprar embalagens industriais, em lojas especializadas ou salões de estética. 

Se fizeres esta receita de cera caseira, partilha comigo os resultados! Gostava de perceber se funciona bem com outras pessoas, como funcionou comigo. E, também, quem conhecer marcas de Cera Zero Waste e Vegan, comente aqui, pois sei que há muitas pessoas que, se tiverem opções sustentáveis, preferem comprar feito (eu, em muitas coisas, sou dessas pessoas)!

Quando voltar a fazer cera, vou publicar um video no IGTV a mostrar, por isso, se quiseres ver e ainda não me acompanhas por lá, podes seguir @hippiepanda_ :).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *