leite vegetal caseiro
Alimentação e receitas

Leite vegetal: o que é, motivos para consumir e como fazer

leite vegetal
Leite de amêndoa caseiro

Hoje em dia, o leite vegetal já é uma escolha bastante comum e existem inúmeras receitas disponíveis, na internet, de como fazer em casa. Ainda assim, frequentemente, sou surpreendida, por alguém que me faz várias questões sobre este tema. Porque deixei o leite animal, como faço/uso o leite vegetal, se gosto (porque provaram e não gostaram) etc… Este artigo é para explicar tudo isso! Porque opto pelo leite vegetal, porque faço em casa, como faço, como uso, se gostei sempre, etc.

Leite vegetal: o que é?

O que é o leite vegetal? Em primeiro lugar, o termo correto é bebida vegetal, pois não é leite produzido por nenhum animal. Em segundo lugar, eu chamo sempre leite vegetal, logo será esse o nome usado, ao longo deste texto, porque sou rebelde LOL. Em terceiro, o leite vegetal é uma bebida feita à base de grãos ou oleaginosas e água, que é, vulgarmente, consumida como alternativa ao leite animal.A popularidade destas bebidas aumentou não só devido ao crescimento do número de pessoas que não querem consumir produtos de origem animal, mas também pela procura de produtos para intolerantes à lactose (presente no leite animal).

Porque deixei de beber leite de vaca

Já foi, há alguns anos, que deixei de beber leite de vaca, antes até, de reduzir o consumo de animais na minha alimentação. Inicialmente, o maior motivo foi mesmo achar que o leite, que encontramos à venda, atualmente, tem pouco de leite. Sempre bebi leite fresco (do “dia”), e, com os anos, ele passou a ter uma validade muito maior, começou a ter um sabor diferente (ou talvez seja o meu paladar) e eu fiquei desconfiada, por isso decidi reduzir bastante o seu consumo (adoro leite, bebia todos os dias). Agora que olho para trás, talvez a coisa que me motivou, inicialmente, a deixar de beber leite, nem faça muito sentido, porque, na verdade, esse aumento de validade pode estar relacionado com melhorias na embalagem, no transportes, nos próprios frigoríficos, etc… e nada ter a ver com o próprio leite, não sei… também, agora, para mim, não é muito relevante, pois, entretanto, surgiram outras questões, relacionadas com consumo de leite, que me fizeram reduzir ainda mais. 

A seguir, comecei a ler sobre o consumo de leite em adultos e como era desnecessário, aliás, mais do que desnecessário, podia ser prejudicial. E a redução continuou…

Até que, despertei para a forma como eram tratadas as vacas leiteira, como era cruel o que lhes era feito, como eram retirados os bezerros, como elas estavam sempre em produção, etc… Isso e a noção do impacto da produção de leite*, em termos ambientais, fizeram com que deixasse (quase) totalmente de consumir leite animal (ainda consumo, residualmente, por exemplo, em bolos fora de casa,etc… ).

*o leite animal é menos sustentável em termos de uso de água, terra e emissões de gases de efeito de estufa do que o leite vegetal. Para saberes mais sobre este assunto, este artigo pode ser interessante (fala sobre dieta vegan, no geral).

Leite vegetal: adaptação

Entretanto, comecei a consumir leite vegetal. No inicio, tive a mesma sensação de quando deixei de meter açúcar no café, pensar “quem é que bebe esta porcaria” LOL. Com o tempo, fui aprendendo a temperar, com canela, baunilha, etc. Fui testando combinações, vários tipos de leite, percebendo quais gostava mais do sabor, da textura, etc. Para mim, foi determinante, pôr na cabeça que o leite ou bebidas vegetais são uma bebida diferente do leite, que pode ser usado no seu lugar em muitas receitas, mas que é diferente. É a mesma coisa, que a pessoa ir beber chá a pensar em café, são diferentes simplesmente, ambos incríveis, mas não tem nada a ver um com o outro, embora possam ser consumidos de forma semelhante. 

Não consumo todos os leites vegetais da mesma forma, alguns gosto de beber frescos simples (como bebia o leite de vaca), outros gosto para cozinhar receitas salgadas, outros receitas doces, outros para as papas de aveia. Não consumo todos os dias e gosto mais de os ter para fazer algumas receitas, do que, propriamente, para beber simples. Que me lembre, não há nenhuma receita com leite animal que não possa ser feita com leite vegetal, pode ser preciso ajustar, mas há versões vegan de quase tudo o que fazemos com leite animal (desde molho bechamel até a leite creme).

Leite vegetal caseiro vs leite de vegetal de compra: porquê fazer em casa?

Que me recorde, só comprei leite vegetal já preparado, duas vezes: uma de férias, sem acesso a utensílios para fazer leite em casa; outra, há pouco tempo, leite de coco fora da validade, no site da good after. Por isso, não sou a melhor pessoa para falar de leite vegetal embalado. Decidi apenas referir as desvantagens que vejo no leite caseiro (que talvez sejam as vantagens do de compra). Quando comecei a fazer leite vegetal em casa, foi, principalmente, por falta de opções, à venda, sem ingredientes estranhos (expessantes, adoçantes, etc), atualmente, já há algumas opções que preenchem os meus requisitos, em termos de ingredientes, mas, a maioria, tem adições desnecessárias.

leite vegetal caseiro:

Vantagens:

  • controlamos os ingredientes (e podemos temperar a nosso gosto);
  • mais barato;
  • mais fácil evitar embalagem;
  • menos recursos gastos no transporte (os ingredientes base vêm secos) .

Desvantagens:

  • pode levar, algum tempo, até acertar na textura e sabor que mais gostamos (pois, à partida, não vamos utilizar espessantes, intensificares de sabor, etc);
  • disponibilidade dentempo para fazê-lo (embora seja muito rápido, mesmo)
  • precisamos de um liquidificador ou varinha mágica.

Leite vegetal: Qual escolher? 

A nível nutricional, cada leite vegetal, tem as suas características e nenhum é igual ao leite animal. Se essa é uma questão que te preocupa, aconselho a que consultes um nutricionista (podem também dar uma olhada no site o vegetariano, que fala de uma forma cientifica de várias temáticas relacionadas com a dieta vegetariana, nomeadamente, leites vegetais). 

Pessoalmente, não analiso, muito, essa questão, tenho uma alimentação muito variada, maioritariamente, à base de plantas (e sazonal) e apenas consumo alimentos industrializados esporadicamente, o que, na minha perspectiva (e meu caso em especifico) penso ser suficiente. Outras pessoas poderão ter outras necessidades. 

Em relação à sustentabilidade, como (quase) sempre, não há uma resposta certa. Eu, opto por variar e evitar ingredientes que vêm de locais distantes (especialmente, fora da UE) e que sei que têm impactos sociais preocupantes. Normalmente, vario entre leite de amêndoa (portuguesa) e leite de sementes de girassol. Se não consumisse aveia de outras formas, talvez também fizesse leite de aveia, com frequência. Como no resto da minha alimentação, tento optar por ingredientes o mais locais possíveis e, com menos frequência, consumir alimentos que venham de locais muito distantes (tipo leite de coco, que adoro lol). Seja qual for o leite  vegetal que escolhas, será sempre mais sustentável do que o leite de vaca*. 

*alguns artigos interessantes sobre o impacto do leite de vaca e leites vegetais: Climate change: Which vegan milk is best?; Almonds are out. Dairy is a disaster. So what milk should we drink?.

Leite vegetal: receita base

Uso praticamente a mesma receita para todos os leites vegetais, 1 parte de ingrediente para 3 partes de água. 

Processo (com amêndoas, por exemplo): 

 – deixo 1 chávena de amêndoas de molho de um dia para o outro (em minha casa, como é muito quente, deixo no frigorifico);

  • no dia seguinte, descarto a água de demolhar (uso para rega);
  • junto 3 chávenas de água 
  • trituro tudo na bimby ou com a varinha mágica
  • Filtro o leite com um pano de algodão ou com um passador fino;
  • Guardo o residuo para aproveitar depois (na sopa, em papas, para fazer ricota vegetal, etc.)

No caso de alguns leites, é preciso cozinhar o grão/fruto para fazer o leite (soja, arroz, coco, entre outros). Nesses casos, esta receita pode não ser a mais adequada. Para receitas mais detalhadas, deixo alguns blogs que podem consultar: pleaseconsider e madebychoices (que tem uma serie de artigos dedicados a esta temática, que para além de receitas, aborda os problemas relacionados com o leite de vaca), há muitos mais, com informações e receitas interessantes, aconselho estes, pois são os que consulto, com frequência. Há, algumas pessoas, que fazem leite com manteiga vegetal, pode ser interessante para quem quer uma receita “express” ou não tem como coar – nunca fiz- mas deixo esta video que explica como fazer :).

Espero que tenhas gostado de mais um relato, de uma das (muitas) mudanças, na minha vida, ao longo dos últimos anos. Se quiseres falar mais sobre este ou outros assuntos, relacionados com sustentabilidade, manda-me mensagem no instagram, onde sou mais ativa @hippiepanda_.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *