Viagens

Fragas de são simão – Panda em viagem

Fragas de são simão

No fim-de-semana passado, fomos com a nossa mini casa (autocaravana/ van) até às Fragas de São Simão. Entre outras tagarelices, deixo em seguida algumas dicas para quem quiser passar por lá, de autocarava ou não :).

Este espaço (Panda em viagem) aqui no blog foi pensado para coisas grandiosas, lol, como a viagem que planeava fazer, durante uns meses, de autocaravana pelo norte de Portugal, Espanha e talvez mais, dependendo do que a estrada nos fosse proporcionando. Mas 2020 está a ser o ano dos imprevistos, para mim e para todos, por isso, esse plano foi para a gaveta à espera de condições favoráveis ahah. Tem-nos valido, uns passeios pela tuga, como o do fim-de-semana passado, a pouco tempo de Lisboa.

Saímos de casa já um bocadinho tarde, então optamos por pernoitar no parque de autocaravanas de Tomar, no centro da cidade (já conhecíamos da ultima saída). É um sítio muito porreiro, tem água grátis, lava-loiças, tanque, área de despejos e, pareceu-me, que numa situação “normal”, sem covid, também há balneários). Basta pesquisarem no Google, parque de autocaravanas de Tomar que conseguem encontrar logo (não consigo dar melhor indicações porque ainda não conheço bem a zona) e na própria cidade há algumas placas a sinalizar o caminho.

A ideia era seguir para a zona de Pedrogão Grande, porque achávamos que era mais perto, mas, ao consultarmos o mapa com “olhos de ver”, percebemos que ía dar ao mesmo. Seguimos então em direção às Fragas de São Simão, pois, já tínhamos ouvido falar e, recentemente, um amigo disse-nos que “tínhamos de ir”.

Fragas de são simão: acesso de autocaravana

Até lá o caminho é sempre ok, tirando algumas subidas, que cansam a nossa velhota, mas nada de extraordinário… Pior sou eu a conduzir, do que as subidas ahahah.

Chegando à “entrada” há um miradouro (que ainda estava fechado, mas que quando vínhamos embora já estava aberto). Pesquisei agora e ao que parece, o miradouro teve em obras :). Fizeram também uns passadiços bue fixes que espero vir a descer (sim, só descer lol) noutra altura (com menos calor).

Depois do miradouro, há uma estrada a descer que leva ao estacionamento das Fragas de São Simão. A estrada é fixe, está arranjada, passam dois carros, é tranquilo para ir de van/ autocaravana (quando chegamos lá a baixo, estava uma autocaravana com um tamanho a sério ahah, a nossa é pouco maior que um carro). Há dois parques de estacionamento, ambos ok para autocaravanas. Não sei se em Agosto ou dias de maior afluência a malta estaciona na descida (os parque não têm muitos lugares) , se estacionarem, o percurso já não vai ser tão “à grande” para autocaravanas.

Estacionamos no parque 2, que é logo o primeiro quando descemos (achei mais fixe, o parque 1 é em terra batida e fica mais longe da zona principal).

Caminho entre o estacionamento (parque 1
) e a praia fluvial.

Fragas de São Simão: a praia fluvial

Do estacionamento, até à área principal, tem de se andar um pouco, mas nada de mais. Lá em baixo há um cafézinho (servem em descartáveis, LEVEM O VOSSO COPO, eu não me lembrei, looser). Há WC (não vi por dentro, pois não precisei e, nesta situação de pandemia, evito entrar em locais públicos quando não é necessário), há ponto para beber água e caixotes do lixo.

Zona da praia fluvial – pequena poça depois da ponte.

A praia tem boas infra-estruturas e pareceu-me muito porreira para famílias (com pequenotes).

Fragas de São Simão – vista da ponte

Há um trilho que passa (ou começa) na Aldeia de Xisto Casal de São Simão. Não fizemos, porque estava muito calor, mas pareceu-me altamente. Os meus pais já fizeram e disseram que era espetacular. Podem saber mais aqui: PR1 FVN – Caminho do Xisto de Casal de S. Simão – Descida às Fragas.

Fragas de São Simão: pernoita

Passamos a noite na área de Serviço para autocarvanas em Figueiró dos vinhos (há duas: uma perto do centro, junto às piscinas e gimnodesportivo e outra, onde ficámos, junto ao clube de caçadores). A primeira, é boa para quem quer visitar o centro da cidade, o sítio não é super lindão, mas serve o seu propósito (são 8 lugares reservados a autocaravanas, para permanencia até 48h). A segunda, é mais longe do centro, perto do intermaché, na mata municipal, o sítio é longe do centro e um bocadinho isolado, mas gostámos de lá ficar (estivemos sozinhos), tem área para despejos (mas não usamos, nem fui ver de perto lol ).

Penso que, em época baixa também deve ser tranquilo ficar perto das Fragas. Outro local que vi na aplicação park4night foi o estacionamento da praia fluvial de Ana de Aviz (passamos por lá, mas a barragem que permite que haja praia estava aberta, por isso, não havia profundidade para banhos, nem para molhar os joelhos lolol).

Outras coisas:

Fizemos umas mini compras no intermaché, levei os meus sacos para os cogumelos e foi tranquilo. Só havia pão embalado. Há uma pastelaria no centro que vende pão mas estava fechada e, perto dela, há uma pequena mercearia com fruta e legumes do lado de fora, onde preferíamos ter feito compras (por ser local! é importante para nós, apoiar os pequenos comerciantes locais), mas só vimos depois.

Este espaço (Panda em viagem) aqui no blog, foi pensado para coisas grandiosas, lol, como a viagem que planeava fazer, durante uns meses, de autocaravana pelo norte de Portugal, Espanha e talvez mais, dependendo do que a estrada nos fosse proporcionando. Mas 2020 está a ser o ano dos imprevistos, para mim e para todos, por isso, esse plano foi para a gaveta à espera de condições favoráveis ahah. Tem-nos valido, uns passeios pela tuga, a pouco tempo de Lisboa, como este às Fragas de São Simão, no fim-de-semana passado.

Outras viagens de autocaravana: Sesimbra e Arrábida; Suiça .

Vou sempre publicando no instagram sobre os locais que visitamos, podem acompanhar-me por lá @hippiepanda_ .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *