fbpx
cabaz equalfood
Alimentação e receitas

Como evitar desperdício alimentar

Como, muitos de nós estamos fartos de saber, o desperdício de alimentos é um dos grandes problemas do mundo moderno. O que, muitos de nós, não sabem é que existem pequenos gestos fáceis que ajudam a evitá-lo. Neste artigo, vou falar de como evitar desperdício alimentar, a nível individual.

Claro que esta é só uma parte do que pode ser feito para evitar este flagelo, mas É A PARTE QUE CONSEGUIMOS CONTROLAR A 100%. Por isso, é o primeiro passo para mudar as coisas: focar no que, realmente, conseguimos ter impacto.

Irei dividir este artigo sobre como evitar desperdício alimentar em três partes:

  • como evitar desperdício alimentar nas compras;
  • como evitar desperdício alimentar em casa;
  • Recursos úteis para evitar desperdício alimentar: aplicações, blogs, projetos, etc.

Como evitar desperdício alimentar nas compras

Escolher fruta e legumes feios nas compras

Há uns anos, nem reparava nisto. Parece que é intuitivo escolhermos os mais “bonitos”. Ou, no meu caso, era não escolher os muito feios. Conclusão: se ninguém escolhe os “feios” acabam por ficar para trás e, eventualmente, estragarem-se. Todos os vegetais com características invulgares (muito grandes, muito pequenos, tortos, etc) têm tendência a não ser escolhidos.

Escolher frutas e legumes muito maduros

Se fores cozinhar naquele dia, porque não levar um vegetal que está quase a “passar”? Aliás, mesmo que não vás cozinhar no dia, alguns alimentos muito maduros são ótimos para congelar e usar mais tarde em batidos e outras receitas (especialmente, frutas!).

Escolher fruta e legumes sozinhos/separados

Não sei se alguma vez pensaste nisto, mas as frutas/legumes “sozinhos” também tendem a ficar para trás. O exemplo, mais falado, são as bananas. No entanto, existem muitos mais: conjuntos de uvas separadas do cacho, tomates sozinhos sem rama (quando é vendido tomate com rama), etc.

Escolher embalagens amolgadas

Tirando alguns produtos em que a embalagem danificada pode afetar o conteúdo (latas, por exemplo). Na maioria dos casos, o produto está ok. Aliás, a embalagem serve mesmo para isso, para proteger o produto!

Burguers vegetais em fim de validade, uma forma de evitar desperdício alimentar
Burguers vegetais em fim de validade, comprados em Espanha num supermercado

Escolher produtos em aproximação/fim de validade

Na maioria dos hipermercados, existem etiquetas (com desconto) que indicam que aquele produto está em fim de validade. Mesmo que não existam estas etiquetas, podemos sempre olhar para as datas de validade e escolher o produto com data de validade mais curta.

Cabaz Equal Food composto por fruta e legumes fora do “padrão da industria”

Comprar cabazes de vegetais “feios”

Atualmente, já existem alguns projetos destinados a vender apenas vegetais “rejeitados” pela industria. Quando viajámos por Espanha, encontrámos um armazém só com vegetais fora do padrão! Em Portugal, conheço a Fruta Feia e a Equalfood.

Comprar excedente do dia

Em alguns locais, há promoções, ao final do dia, para comprarmos o que não foi vendido. Em algumas padarias é possível comprar pão do dia anterior (perfeito para cortar para torradas!). Atualmente, também existem apps que fazem a ponte entre o vendedor com excedente e o consumidor (falarei delas, mais afrente).

magic box togoodtogo
Magic box com excedentes de uma mercearia perto de casa

Assinar cabazes de produtores locais

Consumir produtos locais, é sempre uma boa forma de tornar o nosso consumo mais sustentável. Reduz-se os custos de transporte, à partida, consumimos alimentos sazonais e estimulamos a economia local. No entanto, o que proponho é ainda mais benéfico: assinar cabazes. Em vez de comprarmos ocasionalmente, fazemos uma assinatura durante x tempo. Desta forma, é muito mais fácil para o produtor ajustar a oferta à procura, evitando ter muito excedente (e, eventual, desperdicio);

Encomendar

Com os hipermercados e o acesso a todos os produtos, a toda a hora, este hábito foi-se perdendo (só existe em produtos mais específicos e personalizados, como bolos). Porém, em pequenos meios (tipo onde vivo) ainda é uma prática frequente. Fazer a encomenda do que queremos, ajuda bastante a ajustar a oferta e procura, evitando excedentes. Por exemplo, numa mercearia onde vou, só há cogumelos por encomenda, pois não há muita procura e, sem encomendas, acabam por estragar-se. Mesmo quando é algo que costuma haver no local, encomendar ajuda sempre a ajustar as quantidades (especialmente, em pequenos negócios).

Comprar a granel apenas as quantidades que precisamos

Quando compramos algo embalado, temos de comprar uma dose pré estabelecida. Mas, e se só precisamos de metade? A outra metade tem grande potencial de se estragar. Especialmente, em receitas com ingredientes muito específicos comprar a granel pode ser um grande aliado! E, ainda, evitamos embalagens excessivas.

Levar restos dos restaurantes (andar com caixa, frasco, o que for)

Não é bem nas compras, mas achei que fazia sentido inclui-lo. A quantidade de comida que é desperdiçada, nos pratos dos restaurantes, é absurda. Tenta andar, sempre, com um recipiente para trazer sobras de quando vais comer fora. Caso não tenhas, pergunta se não têm alguma embalagem que possa ser reutilizada (na maioria dos sitios há!) e, se fores voltar ao local, até podes devolver. Em último caso, traz uma embalagem nova de takeaway e reutiliza-a :).

Planear

Por último, mas não menos importante! Planear as compras. Fazer uma lista (se resultar para ti). Perceber o que realmente consomem e em que quantidades para evitar comprar a mais e depois estragar-se.

Começa a estar atenta às coisas que se estragam, com mais frequência, em tua casa para entenderes que alimentos/quantidades deves evitar comprar.

Como evitar desperdício alimentar em casa

Planear

Voltamos ao ponto em que encerramos a lista anterior! Mas, desta vez, um planeamento diferente. Planear a alimentação. Não só planear a lista de compras, como tentar planear as refeições semanalmente. Isto evita desperdício alimentar, mas também nos ajuda a controlar a aquilo que comemos.

Conservar

Aprender a conservar os alimentos corretamente é uma das estratégias fundamentais para evitar desperdício alimentar nas nossas casas. MESMO! Alimentos bem conservados duram MUITO mais tempo.

Colocar visível e à frente o que deve ser consumido primeiro

Seja no frigorifico, despensa ou congelador: ter à vista, o que deve ser consumido primeiro, ajuda a que não fique esquecido. Os recipientes transparentes ajudam. Há quem tenha uma caixa no frigorifico/despensa, com os alimentos que têm de ser comidos primeiro.

Consumir todas as partes comestíveis dos alimentos

Isto é daquelas coisas que, não sei bem em que altura da história da humanidade, deixámos de fazer. lol. A maioria das cascas, podem e devem ser consumidas! Claro que exige que as limpemos bem, mas, sinceramente, acho bem mais prático do que descascar. Aconselho que tenham uma escova de fibras naturais, exclusivamente, para isso, facilita muito!! As partes que não podem ser cozinhadas, podem ser usadas em caldos ou chás (casca de cebola, por exemplo).

Congelar

Congelar pode ser um super aliado não só no combate ao desperdício alimentar, como a agilizar refeições durante a semana. No nosso caso, aqui em casa, costumamos congelar refeições prontas, para ir tirando durante a semana. Para além disso, congelo muitas vezes alimentos que sei que não vou consumir a tempo. É, especialmente útil, quando vou buscar algum excedente do dia e vejo que não consigo comer tudo, a tempo.

Conservas, fermentação, etc

Recorrer a métodos de conservação tradicionais, como fazer compotas, fermentar, etc. também ajuda bastante quando temos excesso de algum alimento e precisamos que se conserve, durante bastante tempo.

Reaproveitar as sobras

É uma das coisas que mais gosto na cozinha, ter de criar algo com restos de outra refeição. É arte! lol. Sei que nem todos adoram, mas, para isso existem muito pratos fáceis que ficam bem com quase todo o tipo de sobras. Quem nunca comeu roupa velha?! Se tens dificuldade nisto, talvez este artigo do blog te possa dar uma ajuda.

Recursos que te podem ajudar a evitar o desperdício alimentar

Apps:

Projetos/compras

Blogs / contas no instagram:

Outros recursos:

Estas são algumas dicas que me ajudam a evitar desperdício alimentar. Espero que também te ajudem! Se tiveres mais dicas, partilha nos comentários! Cada casa têm a sua dinâmica e não há uma formula mágica que funcione para todos, por isso quanto mais ideias melhor!

Agora que cheguei ao fim, lembrei-me de uma coisa que considero implícita, mas vale sempre a pena relembrar: não exagerar nas doses se sabemos que é mais do que aquilo de que precisamos. Isto é válido tanto para a altura das compras, como para altura de cozinhar e colocar comida no prato.

Se não me acompanhas no instagram e tens interesse neste tema, aconselho que o faças. Por lá, entre outras coisas, vou partilhando algumas coisas que faço na cozinha e me ajudam a aproveitar mais e melhor todos os alimentos :).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *